top of page

Reflexos da Inflação no Dia dos Namorados

Atualizado: 29 de jun. de 2022



Os impactos da disparada da inflação todos já sentiram no bolso. Tanto no varejo quanto no setor de serviços, os consumidores têm notado a alta dos preços nos bens de consumo, e consequentemente, tendem a gastar menos com produtos não essenciais. Chegou a vez do dia dos namorados, uma das datas comemorativas tão aguardadas pelo comércio parece não prometer resultados tão animadores, segundo pesquisa divulgada pelo DEPEA, Departamento de Pesquisas e Estatísticas da ACIM (Associação Comercial e Empresarial de Maringá).


Coletados nos meses de abril e maio, os dados mostram que o número de consumidores que pretende presentear alguém no dia dos namorados deste ano diminuiu de 84,2% para 43,8% em relação ao ano passado. O valor previsto para os presentes também mostrou alterações.


Aumentou o número de pessoas que pretende gastar até R$ 100,00 com o presente, de 15,3% em 2021 para 24,2% em 2022. Já para os que pretendem gastar entre R$ 100,00 e R$ 300,00, a quantidade de pessoas diminuiu de 69,5% em 2021 para 55,3% em 2022. Na mesma linha de raciocínio, apenas 35,3% dos respondentes afirmaram que gastarão mais do no ano passado, contra 45,8% que disseram que gastarão menos do que 2021.


Dentre as mulheres que pretendem comprar algum presente, a preferência tende a ser por produtos de confecção e produtos eletrônicos. Já dentre os homens, perfumes e produtos de confecção são as opções preferidas. Confira a intenção de compra de cada categorias de produtos a segui:


A mulheres pretendem presentear da seguinte forma:

· 58,6% - Confecção

· 20,7% - Eletrônico

· 17,2% - Perfume

· 17,2% - Calçado

· 13,8% - Cesta

· 10,3% - Relógio

· 6,9% - Livro

· 6,9% - Bebida

· 6,9% - Outro


Já os homens pretendem comprar os presentes da seguinte maneira:

· 31,4% - Perfume

· 28,6% - Confecção

· 17,1% - Calçado

· 14,3% - Joia

· 14,4% - Flores

· 11,4% - Relógio

· 5,7% - Eletrônico

· 8,6% - Outro


Se você é comerciante, fique atento, pois 39% dos entrevistados disseram que vão comprar o presente em cima da hora. Ainda dá tempo de preparar ofertas especiais nesta reta final. Para ter acesso a pesquisa e aperfeiçoar a análise para propor melhores opções, o e-mail de contato do DEPEA é pesquisa@acim.com.br. Se você está namorando e ainda não comprou o presente, faça bem as contas e analise o quanto a inflação está impactando seu orçamento mensal, mas não deixe de agradar quem tanto ama.



Texto originalmente publicado no Maringá Post em 10/06/2022:


Por Vitor Nogami



4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page